Tumblr Mouse Cursors One Direction Portugal: Cap6 SWBL

Translate

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Cap6 SWBL


Capítulo 6




-Tudo bem. – Respondeu ele, super frio.
Arrancou e fomos o caminho todo calados, durante mais ou menos quarenta e cinco minutos. Tínhamos acabado de trocar completamente as nossas posições, agora era ele que estava chateado comigo. Mas aquilo era uma razão para ficar chateado. No meio destes pensamentos assim comecei de novo a pensar no meu pai e, assim que ele desligou o carro, escorreu-me uma lágrima. Saí muito rápido do carro para que ele não visse e fiquei encostada ao carro, de costas para ele. Limpei a lágrima enquanto ele saía do carro. Disse, do outro lado do carro, para mim:
-Vamos…
Eu olhei para cima para mais nenhuma lágrima me cair e fui para ao pé dele. Começámos a andar, estava uma tensão horrível entre nós. Entrámos dentro do restaurante, o Zayn cumprimentou os pais do tal amigo dele, e apresentou-me:
-Esta é a Dianna…
-A tua namorada, é? – Perguntou um rapaz mais novo, que lá estava a trabalhar (http://weheartit.com/entry/33345125/via/DiannaMalik) ao vir de uma mesa.
Eu e ele trocámos olhares, por momentos, tive medo de saber o que é que ele ia dizer.
-Não, é só uma amiga minha… - Acabou simplesmente, por dizer.
-Pronto, está bem – Disse o pai do tal amigo – Sentem-se e vejam o menu que eu já lá vou à mesa.
O Zayn agradeceu e fomos sentar-nos. O ambiente ainda estava um pouco tenso entre nós e eu ainda tinha os olhos um pouco vermelhos, ele reparou nisso e perguntou com uma expressão preocupada:
-Estás a chorar?
-Não… - Respondi mentindo – É alergia ao sol, como hoje está tempo melhor, fico logo assim.
-Ah… - Olhou para o menu, pegou nele, viu durante um bocado – Gostas de bife com batatas fritas?
Soltei um pequeno sorriso e disse:
-Adoro. – Riram-se os dois e ele disse:
-Gostas de tudo!
-Hey, então?! Sou muito esquisita na comida, até!
-Sim, está bem…
Abri a boca a brincar e disse, encolhendo os ombros:
-Oh.. – Sorrimos um para o outro. Já me sentia melhor em relação a ele. Estava a olhar à minha volta, o Zayn chamou o rapaz mais novo e disse:
-Traz-me dois bifes com batatas fritas, daqueles fixes que fazes, se faz favor, puto.
-Yap. – Respondeu o rapaz, eu estava a olhar para ele e quando ele se foi embora o Zayn perguntou-me:
-É giro, não é?
-O quê?! – Perguntei espantada.
-Diz lá que não achaste…
-Não é feio mas o que é que te deu para dizeres isso?! – Ele riu-se e eu ri-me a seguir.
-Estavas a olhar tanto para ele! – Disse ele, a encostar-se às costas da cadeira.
-Oh, não sejas parvo por favor… - Sorri – E muito menos ciumento!
-Eu? Ciumento? – Riu-se – Estás enganada.
-Como queiras, então… - Disse-lhe a sorrir.
-A seguir a irmos comprar o telefone vou deixar-te em minha casa, está bem? Ficas com elas. – Disse-me ele, passado um bocado.
Eu não queria nem um bocadinho ficar com elas, para além de nem as conhecer bem, tinha o pressentimento de que elas, principalmente a mais velha, não gostavam nada de mim.

-Ahm… Zayn, eu preferia ir contigo… - Disse eu, envergonhada.
-Porquê? – Perguntou ele, com a sobrancelha direita franzida.
-Porque… Zayn, porque elas não gostam de mim! – Eu ia continuar mas ele interrompeu-me:
-O quê? Onde é que foste buscar essa ideia tão estúpida?!
Eu suspirei e limitei-me a não responder. Passado um bocado, ele disse-me:
-Mas sim, sempre podes ir comigo. Se não queres ficar com elas, quem sou eu para te obrigar não é…?
Olhei para baixo e o rapaz do restaurante aproximou-se e perguntou:
-O que é que vão querer para beber? – Olhou para nós.
-Para mim, pode ser coca-cola. – Disse o Zayn.
-E para ti, princesa? – Perguntou, a olhar para mim com um ar muito doce.
-Ahm… Para mim pode ser Ice Tea de pêssego, se faz favor. – Sorri.
Ele saiu de perto de nós e o Zayn encostou-se à cadeira, abanou a cabeça negativamente e fez um som com a boca, soou algo como «pff».
-O que foi? – Perguntei eu com as sobrancelhas franzidas.
-Ele chama-te princesa, ficas logo toda caídinha.
-O quê?!
- Não ficaste?
-Não!
-Por favor… - Desviou o olhar, passado uns segundos, levantou-se – vou lá fora fumar um cigarro. Já volto. – Saiu sem me deixar dizer alguma coisa que fosse.
Apoiei os cotovelos na mesa e fiquei a olhar para o Zayn a ir-se embora. Desta vez, a senhora do restaurante aproximou-se e deu-me o meu Ice Tea de pêssego e, pousando a coca-cola do Zayn, perguntou-me:
-Então, onde é que o rapaz foi?
-Foi lá fora fumar… - Respondi a olhar para a senhora, para cima. Ela baixou-se à minha altura e disse-me:
-Querida, eu não te conheço mas eu já conheço o Zayn há muitos anos e a mãe dele conta-me quase todas as coisas acerca deles e desabafa comigo. Ela contou-me que o tio do Zayn faleceu há pouco tempo, é por isso que os pais dele não estão presentes, neste momento. – Eu choquei com o que ela me tinha acabado de dizer. – Ele era muito chegado aos tios mas não demonstra nada do que sente neste momento. Queria que tivesses paciência se ele reagir ou que já tenha reagido mal e espero que possas perceber. Ele anda a fumar muito mais por causa disso, não sei se já reparaste.
- Ao pé de mim, pelo menos, ainda não fumou muito.
- Pois, eu queria ver se podias dar um jeitinho e ajudar-lhe a ultrapassar isto melhor. Acho que ele não contou isto a nenhum dos seus amigos, pelo que a mãe dele me disse mas queria que o ajudasses, não é por mim, é por ele e pela mãe dele.
-Sim, claro, vou ver o que posso fazer… Mas o que é que se passou com o tio dele?
-Eu não sei muito bem, a mãe dele queria contar-me mas começou a chorar e eu não quis forçar… Bem eu tenho de ir trabalhar, por favor, vê o que podes fazer.
-Sim, claro. – A senhora saiu de ao pé de mim e eu fiquei a olhar fixamente para o Zayn, tanta protecção, tanto amor e nem sequer me tinha contado nada daquilo. Os meus olhos encheram-se de lágrimas pelos pensamentos que me corriam pela cabeça: ele estava a suportar aquilo sozinho, os pais dele fora, eu a dar-lhe tanto para trás e aquelas raparigas pareciam estar nem aí. Vi-o apagar o cigarro e começou a voltar para ao pé de mim. Olhei para cima, maior parte das lágrimas desapareceram. Ainda tinha a desculpa das alergias de há pouco. Ele chegou-se à mesa de novo e sentou-se.

Acham que ela vai falar-lhe disso ? 
30 gostos e i need more, 8 comentários para saberes.
Ly all xxxxxxx (:

16 comentários: